sexta-feira, março 10, 2006

Finalmente acabou-se o enorme bocejo que foi a presidência de Sampaio. Com a sua visão limitada dos poderes de um presidente, deixa um pais mais triste, apesar de, por vezes, salpicado de alegria por gloriosas vitórias desportivas, mais pessimista, quiçá o mais da Europa, em plena crise económica, social e de valores. Nunca foram tão verdadeiras e actuais as palavras de Luís de Camões, “que um fraco rei faz fraca a forte gente”.

1 comentário:

LP disse...

Claro que sim!
Agora com o novo Presidente da República rapidamente Portugal vai estar no pelotão da frente da União Europeia, o optimismo vai reinar (todos sabem que começámos a ser a naçao do fado com Jorge Sampaio) e até já somos favoritos para o Campeonato do Mundo.
Estar no estrangeiro tem essas desvantagens, ainda não recebi os ecos dos enormes festejos que devem acontecer pelo país inteiro, porque finalmente a "forte gente" tem um líder à sua altura!