segunda-feira, outubro 18, 2004

NÃO MERECEMOS!

No rescaldo do jogo Benfica-Porto, não queria aqui escrever sobre futebol, porque já basta viver as emoções, quanto mais falar delas. Mas não resisto. Depois de ouvir a ‘palhaçada’ da conferência de imprensa pós-jogo dos responsáveis do Benfica, nomeadamente Filipe Vieira e José Veiga, não consigo evitar, porque não sei se nos julgam estúpidos ou são estúpidos por natureza! As provocações e as desculpas de sempre para encobrirem a incompetência. Primeiro sobre o jogo propriamente dito. Reconheço aqui a superioridade do futebol praticado pela equipa das Antas, pelo que não compreendo a necessidade daquele ‘roubo de igreja’. Vitórias assim não prestigiam os seus vencedores. Quanto ao ‘frango’-que-entrou-e-não-contou de Vítor Baia, apenas digo: razão tem Scolari!

Agora o que interessa, o Benfica. Perdoem a franqueza deste associado, mas o clube está uma merda! Voltou ao tempo da pedra, ou seja, é hoje a imagem do seu presidente, um construtor civil. Este em conjunto com o ‘pedreiro’ Veiga arrastam o nome do Benfica para ‘ajustes de contas’ pessoais e ridículos com Pinto da Costa, contratam vários jogadores que juntos não fazem um, contratam um reformado senil para treinador do clube, constituem um plantel de solteiros & casados que pouco sabe jogar à bola, conclusão: assim nunca havemos de ganhar nada! O Benfica está doente, sofre de um cancro tipo VV (Vieira & Veiga) que se instalou no seio do Glorioso. Costuma-se dizer que o primeiro passo para combater uma doença é reconhece-la que existe, pelo que pergunto para quando um diagnóstico? Se é verdade que hoje os sócios e simpatizantes do Benfica não mereciam a arbitragem que o jogo teve, também não é menos verdade que já há algum tempo o clube não merece os dirigentes que têm!

1 comentário:

stillforty disse...

Não merecemos, não!
Boa semana, suspeito ;-)